Postado em 11/10/2021

Pesquisa revela piora do estilo de vida do brasileiro na pandemia

Levantamento feito por universidades mineiras mostra que entrevistados tiveram aumentaram o tempo de tela e diminuíram a atividade física no período da pandemia de covid-19.

Pesquisa revela piora do estilo de vida do brasileiro na pandemia
Foto: Pixabay

Maior tempo de tela e menos atividade física: o estilo de vida do brasileiro piorou durante a pandemia, mostra pesquisa de universidades federais mineiras. O estudo foi iniciado cinco meses após o início das medidas de distanciamento social.

Os resultados da primeira etapa foram publicados em artigo nas revistas Public Health Nutrition e na Frontiers in Nutrition. A pesquisa foi realizada em conjunto pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pelas universidades federais de Lavras (Ufla), Ouro Preto (Ufop) e Viçosa (UFV).

Em relação às refeições, diminuiu a frequência de realização de café da manhã, lanche e almoço, por outro lado, aumentou a realização de lanches noturnos e outras refeições além das tradicionais. Os hábitos alimentares também pioraram, com aumento de consumo de pães, farináceos, refeições instantâneas e fast food. O consumo de frutas e vegetais, por sua vez, caiu.

Sobre o estilo de vida, houve mudança no consumo mais frequente de bebida alcoólica, aumento na frequência no hábito de fumar, e no tempo de utilização de telas e dispositivos. Antes da pandemia, os participantes da pesquisa relataram média diária de seis horas e meia de exposição. Durante a pandemia, esse número subiu para dez horas por dia.

Por outro lado, houve redução da prática de atividade física. Os voluntários que responderam ao questionário informaram praticar em torno de 120 minutos por semana no período pré-pandemia e o índice caiu para 80 minutos por semana com as restrições para evitar a circulação do novo coronavírus. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é uma prática semanal de 150 a 300 minutos.

Para o estudo, foram aplicados questionários online entre agosto e setembro de 2020. Os dados reúnem respostas de 1.368 pessoas de ambos os sexos, com idade a partir de 18 anos. Quase 90% são da região Sudeste e 80% são mulheres. Entre os respondentes, 97% disseram estar cumprindo as medidas de distanciamento social.

A segunda etapa da pesquisa envolve a análise de variáveis de comportamento alimentar, ganho de peso e prática de exercício físico durante a pandemia. De acordo com os pesquisadores, esta fase está em andamento e inclui a reaplicação do questionário após 10 meses.


Fonte: Agência Brasil
 
Foto: Pixabay

Leia Mais

“Vagou JF” tem mais de 200 novas oportunidades de emprego e estágio


Ao todo, são mais de 490 oportunidades de emprego e estágio com processos seletivos abertos na cidade.

Vagou JF tem 40 novas oportunidades nesta terça-feira


Ao todo, são mais de 250 oportunidades de emprego e estágio com processos seletivos abertos na cidade.

MG tem 36 concursos abertos, 2,9 mil vagas e salários de até R$ 18 mil


Minas Gerais tem, neste momento, 2.988 vagas abertas ou prestes a abrir em 36 concursos que já tiveram seus editais publicados. Alguns dos salários chegam a mais de R$ 18 mil.

Vagou JF tem vagas de estágio em Contabilidade e Produção


Ao todo, são mais de 170 oportunidades de emprego e estágio com processos seletivos abertos na cidade.

PJF divulga novas convocações para contratação de professores e coordenadores pedagógicos


Acesse para mais informações.

Vagou JF tem vaga para Supervisor de Marketing e outras oportunidades


Ao todo, são mais de 250 oportunidades de emprego e estágio com processos seletivos abertos na cidade.

PJF divulga novas convocações para contratação de professores


As listas são de professores das áreas de Libras, Intérprete de Libras, Braile, Arte, Biologia, Educação Física, Geografia e História.

“Vagou, JF” tem mais de 30 novas oportunidades


Conferir as formas de se candidatar.

Minas Gerais tem mais de 8 mil vagas de emprego disponíveis; confira o Painel do Sine


Ocupações mais buscadas estão na área da construção, indústria e transporte.

“Vagou, JF” tem 20 novas oportunidades de emprego disponíveis


Ao todo, são 307 oportunidades de emprego e estágio, com processos seletivos abertos na cidade.

“Vagou, JF” tem novas oportunidades de emprego disponíveis


Ao todo, são 181 vagas disponíveis.

Mais de 120 concursos estão abertos com salários de até R$ 28 mil


Pelo menos 126 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (11) e reúnem 15,4 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 28.884,20 no Ministério Público do Estado do Paraná e na Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul. Além das vagas abertas para preenchimento imediato, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

MG publica edital de concurso com 519 vagas para Polícia Civil; inscrições começam na segunda


Foram publicados, neste sábado (9), os editais do novo concurso da Polícia Civil de Minas Gerais, com 519 vagas abertas. Há 62 vagas para delegado; 9 para médico legista; 21 para perito criminal; 30 para investigador de polícia; e 397 para escrivão de polícia. Os salários variam de R$ 4.631,21 a R$ 12.967,43.

Secretaria de Recursos Humanos da Prefeitura de Juiz de Fora abre 20 vagas de estágio


Para os estagiários são oferecidos bolsa de R$ 300 e dois vales transportes por dia.

Oportunidade: MG tem 40 concursos abertos, com 5.315 vagas e salários de até R$ 30,4 mil


Minas Gerais tem 40 concursos abertos ou com editais publicados no momento, alguns com salários chegando a R$ 30,4 mil. São, ao todo, 5.315 vagas ofertadas.

Brasil tem mais de 10 mil vagas de concursos abertas; salários vão até R$ 29,9 mil


Pelo menos 100 concursos públicos estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (27) no país. Juntos, eles reúnem mais de 10 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 29,9 mil na Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação, que oferece oito vagas de nível superior distribuídas entre Brasília, Belém e Macapá.
Saúde
Ciência