Após o reboliço causado pela vinda de pesquisadores e 'caçadores' de meteoritos nacionais e internacionais interessados nas pedras que caíram do céu no sertão de Pernambuco, em Santa Filomena, em 19 de agosto, o prefeito da então pacata cidade resolveu pedir ajuda para resolver a situação.

'A gente não tem uma legislação sobre meteoritos. É uma situação atípica, nunca imaginei que viveríamos isso. Qual o valor das pedras? Podem comprá-las e levá-las para fora do Brasil? Tem valor científico?', diz o prefeito do município, Cleomatson Vasconcelos. (Foto: Reprodução/G1) Leia Mais
Postado em 02/09/2020