F11 Política

Política

Bolsonaro exonera Novaes do cargo de presidente do BB

Bolsonaro exonera Novaes do cargo de presidente do BB

O presidente da República, Jair Bolsonaro, exonerou, a pedido, o presidente do Banco do Brasil, Rubem de Freitas Novaes, e nomeou em seu lugar André Guilherme Brandão. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União de hoje (22).

Novaes entregou no final de julho o pedido de renúncia do cargo ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele ocupava o posto desde o início do governo, em janeiro de 2019.

André Guilherme Brandão, 55 anos, é graduado em Ciência da Computação pela Universidade Mackenzie (SP) e tem 34 anos de experiência no mercado financeiro. Trabalhou no HSBC por mais de 20 anos em diferentes funções, inclusive como chefe global do banco para as Américas e para a Europa. Também nesse período exerceu os cargos de presidente da corretora do HSBC nos Estados Unidos e de presidente do HSBC Brasil. Anteriormente, trabalhou no Citibank como chefe da área de estruturação de produtos.


Fonte: Agência Brasil
 
Foto: © Tânia Rego/Agência Brasil

Leia Mais

Postado em 22/09/2020 13h29

Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes

Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (19) que a aproximação no campo político entre Brasil e países árabes tem permitido novos espaços de cooperação em setores estratégicos, como ciência, tecnologia, inovação e energia. Bolsonaro participou da abertura do Fórum Econômico Brasil e Países Árabes, que acontece de forma virtual até a próxima quinta-feira (22).

No ano passado, o presidente brasileiro esteve em visite aos Emirados Árabes Unidos, Catar e Arábia Saudita onde apresentou as reformas que o governo está empreendendo na área econômica e as oportunidades de investimento no país. Em 2019, o intercâmbio entre o Brasil e países árabes superou os US$ 11 bilhões.

No ano passado, o Brasil exportou US$ 4,9 bilhões para os 22 países da Liga Árabe e de janeiro a agosto de 2020, as exportações já chegaram a US$ 4,6 bilhões.
De acordo com o presidente brasileiro, o destaque é para os produtos do agronegócio.

“Hoje, a produção brasileira halal, que respeita as tradições e regras da religião islâmica, é sinônimo de qualidade e confiança. Por isso, os países árabes pode contar com o Brasil como parceiro estratégico na garantia de sua segurança alimentar”, disse.

De acordo com Bolsonaro, cerca de 30 empresas brasileiras possuem escritórios e unidades de produção no Oriente Médio. Durante seu discurso, ele destacou também as parcerias comerciais em países árabes da África, como Egito, Marrocos e Argélia.

“Pretendemos continuar a estreitar laços históricos, culturais e de amizade que unem os nossos povos. Também quero aproveitar o enorme potencial que ainda há para ser explorado nos mais diversos setores e abrir novas frentes de diálogos, cooperação e trabalho pela prosperidade de nossas nações”, disse.


Fonte: Agência Brasil
 
Foto: © Valter Campanato/Agência Brasil

Leia Mais

Postado em 19/10/2020 11h30

Plenário do STF julgará na próxima quarta decisão que afastou do mandato senador Chico Rodrigues

Plenário do STF julgará na próxima quarta decisão que afastou do mandato senador Chico Rodrigues

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, marcou para a próxima quarta-feira (21) o julgamento sobre a decisão do ministro Luís Roberto Barroso de afastar do cargo por 90 dias o senador Chico Rodrigues (DEM-RR). (Foto: Reprodução/G1) Leia mais
Postado em 17/10/2020 14h00

No Rio, Bolsonaro participa de formatura de cadetes das Agulhas Negras

No Rio, Bolsonaro participa de formatura de cadetes das Agulhas Negras

O presidente Jair Bolsonaro foi hoje (17) ao estado do Rio de Janeiro para participar da formatura de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), no município de Resende.

No caminho, Bolsonaro parou por cerca de dez minutos em uma rodovia para acenar aos carros que passavam e também caminhou por ruas do centro de Resende, antes de se dirigir à Aman.

Durante a cerimônia de formatura, que durou cerca de uma hora, o presidente disse que a “liberdade é bem maior de uma nação, maior até que a própria vida, porque o homem sem a liberdade não vive”.

O próprio Bolsonaro se formou na Aman em 1977. Diante dos novos cadetes, ele afirmou que “vocês têm tudo para amanhã ser chefes dessa nação, como hoje eu o sou”.

A previsão é que o presidente retorne a Brasília ainda na tarde deste sábado (17).



Fonte: Agência Brasil
 
Foto: © Arquivo/Wikimedia

Leia Mais

Postado em 17/10/2020 12h50

Bolsonaro manda afastar vice-líder do governo flagrado com dinheiro na cueca pela PF

Bolsonaro manda afastar vice-líder do governo flagrado com dinheiro na cueca pela PF

O presidente Jair Bolsonaro mandou afastar o vice-líder do governo no Senado, senador Chico Rodrigues (DEM-RR). O parlamentar foi alvo de uma operação da Polícia Federal nesta quarta-feira (14) e foi flagrado tentando esconder dinheiro na cueca. (Foto: Reprodução/G1) Leia mais
Postado em 15/10/2020 11h33

Exército Brasileiro realiza simulação de Guerra contra a Venezuela

Exército Brasileiro realiza simulação de Guerra contra a Venezuela

Entre os dias 8 e 22 de setembro, o exército Brasileiro realizou uma simulação de Guerra com a Venezuela na Amazônia. O treinamento envolveu 3600 militares, simulou uma invasão, usando uma série de recursos como aeronaves e até lançamento de mísseis, com alcance de 80 quilômetros.

Segundo o Jornal O Globo, "A operação envolveu 3,6 mil militares e se concentrou nas cidades de Manacapuru, Moura e Novo Airão, no Amazonas, num raio de 100 a 300 quilômetros de Manaus".

Vale lembrar que o Brasil atravessa uma grave crise econômica, e que só o combustível usado na ação, nas horas de voo e no transporte, custou cerca de R$ 6 milhões de reais.
 
Foto: Wikipédia/ apenas ilustrativa
Postado em 14/10/2020 16h16

Braga entrega relatório de indicação de Kassio Nunes Marques ao STF

Braga entrega relatório de indicação de Kassio Nunes Marques ao STF

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) entregou hoje (14) à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o relatório sobre a indicação do desembargador Kassio Nunes Marques para o Supremo Tribunal Federal (STF). O próximo passo será a apresentação do relatório na reunião do colegiado, marcada para o próximo dia 21, quando também deve ocorrer a sabatina de Nunes Marques na CCJ. Braga, que no domingo (11) informou que foi diagnosticado com covid-19, confirmou a apresentação do relatório na data.

Caso ele não consiga comparecer à reunião, a presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), poderá nomear um relator ad hoc para a leitura do parecer entregue.

A expectativa é que após a aprovação do parecer na CCJ, Nunes Marques seja sabatinado pelo plenário do Senado no mesmo dia.
Para a indicação ser confirmada, são necessários, pelo menos, 41 dos votos dos 81 senadores.

Em seu parecer, Braga disse ter apontado elementos suficientes para a avaliação dos pares à indicação do magistrado à mais alta corte do país e rebateu as críticas feitas ao desembargador.

Kássio Nunes Marques teve contestada a informação, citada em seu currículo, de que realizou um curso de pós-graduação pela Universidad de La Coruña, na Espanha. A instituição contestou a informação e o desembargador se justificou, dizendo que houve erro na tradução.

Nunes Marques, que é desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga deixada pelo ministro Celso de Mello, que era decano do STF e se aposentou ontem (13).

Nascido em Teresina (PI), Marques se graduou bacharel em Direito, formado pela Universidade Federal do Piaui? (UFPI), em 1994. Em 2011, o desembargador Kassio Nunes Marques foi escolhido pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) por meio do “quinto constitucional” para integrar a lista tri?plice para preenchimento de vaga de Juiz do TRF-1, função que exerce até hoje.

A Constituição diz que podem ocupar a função de ministro do STF, os brasileiros com mais de 35 e menos de 65 anos, de notável saber jurídico e reputação ilibada. Em seu parecer, Braga disse ainda que, o desembargador prestou os esclarecimentos aos senadores e que eventuais falhas no currículo não falam contra o saber jurídico acumulado por Marques ao longo de sua carreira.

“Ainda que se verificasse alguma inconsiste?ncia concreta – o que na?o ocorreu e admite-se apenas para argumentar – isso influiria muito pouco no exame dos requisitos constitucionais que adstringem esta Comissa?o de Constituic?a?o, Justic?a e Cidadania”, escreveu.

Fonte: Agência Brasil
 
Foto: © Ramon Pereira/ Ascom-TRF1

Leia Mais

Postado em 14/10/2020 13h43

Ministro Dias Toffoli testa positivo para covid-19

Ministro Dias Toffoli testa positivo para covid-19

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), testou positivo para a covid-19. De acordo com informações do STF, o ministro apresenta sintomas leves da doença e está em casa, onde está seguindo as recomendações da cardiologista Ludhmila Hajjar, do Hospital Vila Nova Star.

Mais cedo, o ministro participou virtualmente da sessão da Primeira Turma da Corte. Toffoli ocupou o cargo do presidente do Supremo até o mês passado, quando foi substituído por Luiz Fux.


Fonte: Agência Brasil
 
Foto: © Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Postado em 14/10/2020 11h03

STF julga decisões sobre libertação de traficante

STF julga decisões sobre libertação de traficante

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar hoje (14) as decisões envolvendo a libertação de André Oliveira Macedo, o André do Rap, acusado de tráfico internacional de drogas e de ser um dos líderes de uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios brasileiros. A sessão está prevista para começar às 14h.

Os ministros da Corte vão decidir se mantêm a decisão do presidente do tribunal, ministro Luiz Fux, pela prisão do criminoso. Fux derrubou uma decisão individual do ministro Marco Aurélio Mello, que concedeu liberdade ao traficante na semana passada.

No dia 6 de outubro, o ministro Marco Aurélio, relator do caso, concedeu habeas corpus para soltar André Macedo, que estava preso desde setembro do ano passado. Ele deixou a penitenciária de Presidente Venceslau (SP), no sábado (10) de manhã.


No mesmo dia, o presidente do STF, a partir de um recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR), revogou a decisão de Marco Aurélio e determinou novamente a prisão. No entanto, André do Rap já estava foragido.

Uma operação da Polícia Civil de São Paulo foi realizada no último fim de semana para tentar recapturá-lo, mas sem sucesso. De acordo com os investigadores, o traficante pode ter fugido para o Paraguai. O nome dele foi incluído na lista de procurados da Interpol.

Decisões

Ao justificar a libertação, o ministro Marco Aurélio argumentou na decisão que o Artigo 316 do Código de Processo Penal (CPP) determina que a prisão preventiva seja reanalisada a cada 90 dias. No caso específico, o ministro entendeu que a manutenção da prisão era ilegal por ter ultrapassado o tempo determinado na lei.

Ao derrubar a decisão do ministro, Fux alegou que a manutenção da prisão é necessária por se tratar de criminoso de alta periculosidade, que ficou foragido por cinco anos desde a decretação de sua prisão e para evitar “grave lesão à ordem e à segurança pública”.

A controvérsia será decidida por mais oito ministros. Uma cadeira está vazia em função da aposentadoria do ministro Celso de Mello, que deixou a Corte ontem (13).

Para a vaga, o presidente Jair Bolsonaro indicou o desembargador Kassio Marques. Antes de tomar posse, Kassio deverá ser aprovado pela Comissão de Constituição de Justiça do Senado e pelo plenário da Casa. A sabatina foi marcada para 21 de outubro.
 
Foto: © Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Leia Mais

Postado em 14/10/2020 10h46

Deputado apresenta pedido de impeachment contra Marco Aurélio

Deputado apresenta pedido de impeachment contra Marco Aurélio

O deputado federal Capitão Augusto (PL-SP) apresentou nesta terça-feira (13) um pedido de impechment contra o ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Na solicitação, o parlamentar pede a 'apuração e julgamento' da conduta de Mello ao determinar a soltura do traficante internacional André do Rap, apontado como um dos principais líderes PCC (Primeiro Comando da Capital). Leia mais
Postado em 13/10/2020 20h50

Deputado apresenta pedido de impeachment contra Marco Aurélio

Deputado apresenta pedido de impeachment contra Marco Aurélio

O deputado federal Capitão Augusto (PL-SP) apresentou nesta terça-feira (13) um pedido de impechment contra o ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Na solicitação, o parlamentar pede a 'apuração e julgamento' da conduta de Mello ao determinar a soltura do traficante internacional André do Rap, apontado como um dos principais líderes PCC (Primeiro Comando da Capital). Leia mais
Postado em 13/10/2020 20h47