Postado em 19/06/2018

Projeto de educação ambiental no Jardim Botânico da UFJF seleciona bolsistas

São 28 vagas de bolsistas e 10 de voluntários.

Projeto de educação ambiental no Jardim Botânico da UFJF seleciona bolsistas

Estão abertas as inscrições para o processo de seleção de bolsistas de extensão no projeto “Implementação das ações de Educação Ambiental no Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora” (UFJF). Os interessados em concorrer às 28 vagas de bolsistas (e às dez vagas para voluntários) deverão se inscrever presencialmente na Pró-reitoria de Extensão (Proex), entre os dias 18 e 22.

No ato da inscrição, os candidatos deverão também apresentar: histórico escolar retirado no Siga; uma cópia do cartão de vacina, indicando vacinação contra a febre amarela; e carta de interesses de até duas laudas, que deverá conter informações que o candidato considere importante sobre suas qualificações e sobre seus interesses com o projeto.

Além dessas informações, o processo seletivo inclui uma reunião presencial com a equipe do Jardim Botânico. A reunião ocorrerá em duas edições, nos dias 25 e 26 de junho, de 12h30 às 13h30, no Auditório 1 do Centro de Ciências da UFJF, sendo necessário que o candidato participe de apenas uma.

Confira o cronograma

As informações completas podem ser encontradas no edital, disponível na página do Jardim Botânico

Educação Ambiental emancipatória e crítica

Focado na promoção de justiça ambiental, os trabalhos de Extensão no Jardim Botânico buscam construir conceitos de Educação Ambiental por meio do diálogo com a sociedade. Este, deverá ocorrer durante as visitações escolares e espontâneas ao espaço do Jardim. Conforme o professor e diretor do Jardim Botânico, Gustavo Soldati, o conceito de Educação Ambiental (EA) é bastante amplo e encontra-se em disputa, sendo necessário analisar criteriosamente as atividades nomeadas como tal.

“O nosso projeto define uma compressão crítica e emancipatória da relação entre sociedades e naturezas, rara entre os Jardins Botânicos do país. O Jardim Botânico está sendo gestado dentro da Pró-Reitoria de Extensão, por isso, partimos do pressuposto de que nossos projetos ambientais devem ser construídos dialogicamente com a sociedade no sentido de reduzir as desigualdades sociais e socioambientais.”

Fonte: UFJF