Postado em 19/12/2017

Acordo que amplia voos para os EUA pode ser votado ainda hoje na Câmara

Conhecido como “céus abertos”, o acordo elimina a limitação do número de voos imposta pela legislação atual às companhias aéreas que operam voos entre os dois países.

Acordo que amplia voos para os EUA pode ser votado ainda hoje na Câmara
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu nesta terça-feira (19) o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, para tratar de acordos internacionais que dependem da aprovação do Congresso. Segundo o ministro, o plenário da Câmara deve votar ainda hoje o acordo que amplia a frequência de voos entre o Brasil e os Estados Unidos.

Conhecido como “céus abertos”, o acordo elimina a limitação do número de voos imposta pela legislação atual às companhias aéreas que operam voos entre os dois países. “Isso vai aumentar a oferta de voos, com inegável vantagens para o consumidor. (…) Ele [o acordo] permite que companhias aéreas norte-americanas venham com mais frequência para o Brasil e vice-versa”, explicou o ministro.

A expectativa do Itamaraty é que a viabilização do acordo possibilite a abertura de novos destinos e aeroportos com voos para os Estados Unidos. Há expectativa também de que a maior oferta de voos tenha impacto sobre o preço das passagens aéreas. Se aprovado hoje, o acordo do “céus abertos” ainda deve ser votado no Senado.

Outros projetos com o mesmo objetivo foram aprovados para outros países, mas no caso dos Estados Unidos, por se tratar de uma grande potência, houve resistência da oposição para avançar na aprovação. O acordo foi assinado em 2011, mas para ser validado precisa da aprovação do Congresso Nacional.

Desde fevereiro até hoje, o plenário da Câmara aprovou 62 acordos, número muito maior do que a média de anos anteriores. Ainda tem 14 projetos de acordos internacionais pendentes na pauta do Congresso.

Fonte: Agência Brasil