Postado em 18/11/2020

JF: Ação alerta sobre importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

Todas as ações seguirão os protocolos da covid-19.

JF: Ação alerta sobre importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata
Foto: Reprodução PJF

A importância da prevenção ao câncer de próstata é reforçada durante o movimento “Novembro Azul”. Dentro dessa ideia, a Farmácia Central realiza dia 20, sexta-feira, das 9 às 12 horas, ação conscientizadora, abordando a questão e a saúde do homem de forma integral. Serão distribuídos aos pacientes laços azuis, símbolos da campanha, e cartilha do Instituto “Lado a Lado Pela Vida”. A equipe de farmacêuticos fará atendimentos individuais aos pacientes que necessitem ou solicitem esclarecimentos. Esses foram os meios encontrados de manifestar apoio e alertar sobre a necessidade do diagnóstico precoce. Todas as ações seguirão os protocolos da covid-19.

A Farmácia Central criou ainda mural com cartazes que divulgam mitos e verdades, em forma de perguntas, desmistificando questões ligadas ao tema. O material ficará exposto até o final do mês. “Esta ação busca fazer com que o homem seja protagonista de sua saúde como um todo. Precisamos mudar a cultura de que o homem não se cuida ou negligencia sua saúde. Entendemos que esse novo comportamento deve ser construído de forma sistêmica, contínua e acolhedora entre todos os envolvidos, ou seja, os indivíduos e as organizações”, afirmou a Juliana Marques Martins, farmacêutica da unidade.

O câncer de próstata é o segundo tipo mais incidente entre homens brasileiros. Algumas células podem se desenvolver e multiplicar de forma anormal, provocando o surgimento de tumor. As maiores vítimas são pessoas a partir dos 50 anos, ou que possuem parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho, com a doença. Entre os sintomas são citadas dificuldade de urinar, diminuição do jato da urina, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite e sangue na urina. O diagnóstico precoce pode ser obtido por meio de exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos.

Os riscos podem ser reduzidos por hábitos saudáveis, como não fumar, manutenção de alimentação adequada, pressão, diabetes e colesterol sob controle, peso compatível com a altura e prática de atividades físicas.

Fonte: PJF
 
Foto: Reprodução PJF