Postado em 28/10/2019

Uber de mulher pra mulher. Novidade começa em 3 cidades

A Uber agora terá mulher dirigindo para mulher. A novidade foi lançada na última quinta-feira em três cidades brasileiras e deve chegar a todo o Brasil até o final do ano que vem.

Uber de mulher pra mulher. Novidade começa em 3 cidades

A Uber agora terá mulher dirigindo para mulher. A novidade foi lançada na última quinta-feira em três cidades brasileiras e deve chegar a todo o Brasil até o final do ano que vem.

O programa #ElasnaDireção contará com ações exclusivas para as atuais mulheres motoristas da plataforma e as que desejam se tornar parceiras do aplicativo.

O projeto começou em formato piloto em Campinas, Curitiba e Fortaleza, com planos de expansão para o restante do país em 2020.

A plataforma Elas na Direção foi criada em parceria com a Rede Mulher Empreendedora para fortalecer a comunidade de mulheres motoristas parceiras da Uber no Brasil.

Hoje, dos 600 mil motoristas formam a frota da Uber no Brasil, apenas 6% são mulheres.

A intenção é aumentar a segurança delas e levar mais motoristas femininas para a plataforma.

A diretora geral da empresa no país, Claudia Woods, diz que a desigualdade de gênero dentro da plataforma se dá por três razões:

1.preocupações com segurança (violência física e psicológica investida contra as mulheres),
2.dificuldade de acesso ao automóvel (uma pesquisa feita pela empresa mostrou 36% delas se queixa da questão) e
3.falta de conhecimento sobre o que é preciso fazer para se cadastrar no serviço.

Chamadas de mulheres

O plataforma terá a ferramenta chamada U-Elas, um botão que permite às motoristas a opção de receber somente chamadas de passageiras mulheres.

A função começa a ser testada nas cidades piloto na primeira semana de novembro.

Ana disse no lançamento que o novo projeto que vai garantir que as motoristas tenham uma renda mínima entre R$ 1,5 mil e R$ 1,6 nas primeiras 100 corridas.


Com informações da Uber e MarieClarie

Fonte: Só Notícia Boa