Postado em 18/08/2019

Pism 2020: veja como pedir atendimento especial para realização das provas

Os requerimentos podem ser feitos até o dia 26 de agosto, e os resultados serão divulgados a partir do dia 23 de setembro.

Pism 2020: veja como pedir atendimento especial para realização das provas

Os candidatos ao Programa de Ingresso Seletivo Misto 2020 (Pism) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) que necessitam de atendimentos especiais ou desejam usar o nome social durante o vestibular seriado, devem ficar atentos aos prazos e procedimentos para a realização das provas. Os atendimentos especiais serão realizados em Juiz de Fora e em Governador Valadares, exceto no caso das lactantes, que poderão ser atendidas em todas as cidades nas quais as avaliações serão aplicadas. Os requerimentos podem ser feitos até o dia 26 de agosto, na Área do Candidato, e os resultados serão divulgados a partir do dia 23 de setembro.

As condições especiais solicitadas pelos candidatos ficarão sujeitas à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido. O candidato deve, no ato da inscrição, informar se necessita de atendimento ou de condições especiais para a realização das provas, assinalando os itens referentes a essa demanda ao preencher o cadastro on-line.

Durante a inscrição, é exigida a submissão das cópias digitalizadas de laudo médico e demais documentos comprobatórios, devendo estar completamente legíveis, sob risco de indeferimento do pedido, caso não atenda a esta regra. Serão aceitos no sistema, documentos nos formatos PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2MB.

Os candidatos que necessitam de atendimento especial, mesmo havendo realizado o pedido no processo seletivo do ano anterior e tendo sido o mesmo deferido, também devem seguir os procedimentos para realizar as provas neste ano. Ainda que o candidato já tenha realizado sua inscrição e feito pagamento da taxa, é possível retornar à Área do Candidato e fazer o pedido.

Condições que se aplicam o pedido de atendimento especial

Transtorno do Espectro Autista
Deficiência auditiva – surdez
Deficiência física/motora
Deficiência intelectual
Deficiência múltipla
Deficiência visual – baixa visão
Deficiência visual – cegueira
Dislexia
Lactante – amamentação
Obesidade
Surdocegueira
Transtorno do Déficit de Atenção
Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade
Uso de adereço de cunho cultural ou religioso
Outros (desde que justificado o motivo)

Recursos disponibilizados para a realização das provas

Auxílio – Ledor
Auxílio – Transcritor
Prova em Braile
Prova ampliada
Lupas
Auxílio – Intérprete de Libras/Tradutor
Uso de aparelho auditivo
Uso de aparelho – implante coclear
Dilatação de tempo (tempo adicional para a realização das provas)
Salas acessíveis – com rampas ou elevadores
Carteiras e cadeiras em tamanho maiores
Mesas adaptadas para uso de cadeira de rodas
Suporte para provas (pranchetas ou plano inclinado)
Computador com Tecnologia Assistiva

Tempo adicional

Além dos recursos disponíveis, o candidato deficiente que necessita de tempo adicional para fazer o exame deve fazer a solicitação prévia e comprovar a necessidade, conforme a Lei no 13.146/2015, artigo 30, inciso V.

Lactantes

A candidata lactante pode, no ato da inscrição, solicitar atendimento especial para amamentação durante o horário das provas. Para isto, deve submeter no sistema de inscrição cópia digitalizada do certidão de nascimento ou declaração do médico informando a data do nascimento da criança, de modo a demonstrar a condição durante a realização dos exames.

Nos dias das provas, a candidata necessita, obrigatoriamente, apresentar-se com um acompanhante maior de 18 anos, que ficará em sala reservada como responsável pela guarda da criança. A estudante que comparecer sem acompanhante não realizará as provas. Além disso, o tempo gasto na amamentação não será acrescido ao tempo total destinado para a realização das avaliações.

Razões religiosas

Os candidatos que se sentirem impedidos de realizar a prova antes do pôr do sol do dia 30 de novembro de 2019, por motivo de convicção religiosa, deverão solicitar atendimento especial, assinalando na inscrição a condição especial “Sabatista”. Para garantir o direito de fazer a prova após o pôr do sol, o estudante deverá submeter cópia digitalizada do atestado comprobatório de sua confissão religiosa, emitido pelo representante devidamente qualificado da comunidade religiosa à qual está filiado.

Os candidatos que por questão cultural ou religiosa necessitem usar adereços que cubram a cabeça ou o rosto também deverão solicitar condição especializada de realização da prova no ato da inscrição. Outras informações como horários e procedimentos podem ser conferidas no edital.

Nome social

É facultado ao candidato travesti, transexual, não binário ou transgênero, a inscrição com o uso do nome social em contraste com o seu nome oficialmente registrado na certidão de nascimento. O candidato deverá, no período destinado às inscrições, marcar os campos indicando solicitação do uso do nome social e submeter no sistema de inscrição cópia digitalizada e devidamente preenchida do formulário próprio disponibilizado no site da Copese.

Confira o edital do Pism.

Outras informações: vestibular@ufjf.edu.br


Fonte: UFJF

Concursos