Postado em 14/04/2019

Papa Francisco pede a estudantes que deixem o vício do celular

Francisco diz que 'o telefone celular é uma droga'.

Durante discurso para estudantes do instituto público Ennio Quirino Visconti, escola secundária clássica de Roma, o papa Francisco pediu aos jovens, neste sábado (13), no Vaticano, que se "libertem da dependência" do telefone celular, que é "como uma droga."

"Libertai-vos da dependência do celular! Por favor!", clamou Francisco. Ele explicou "que os telefones celulares são um grande progresso de grande ajuda, e é preciso usá-los, mas quem se transforma em escravo do telefone perde a sua liberdade".

O papa lembrou que "o telefone celular é uma droga" que "pode reduzir a comunicação a simples contatos".



"A vida é comunicar e não somente simples contatos", disse Francisco, que também pediu aos estudantes que lutem contra o assédio escolar, que é como "uma guerra", e confessou que lhe dói saber que, em muitos colégios, existe este fenômeno.

Por ocasião da visita da escola ao Vaticano, o pontífice aludiu a um ensinamento de Santo Agostinho, doutor da Igreja Católica, em latim: "in interiore homine habitat veritas" – "A verdade vive no interior do homem".

Inclusão e diversidade

A escola deve educar em prol da inclusão, do respeito à diversidade e da cooperação, sublinhou o papa. Nesse contexto, o pontífice disse aos estudantes que não tenham medo "das diversidades" e lembrou que "o diálogo entre as diferentes culturas enriquece um país, enriquece a pátria, e nos faz olhar para uma terra de todos e não só para alguns".

Outro dos conselhos do papa aos meninos e meninas do instituto romano foi que "na vida afetiva são necessárias duas dimensões: o pudor e a fidelidade".

Francisco recomendou "amar com pudor e não descaradamente, e ser fiel", e acrescentou que "o amor não é um jogo e é a coisa mais bela que Deus nos doou".

Além disso, o papa aconselhou os estudantes a "nunca deixar de sonhar grande e desejar um mundo melhor para todos".

O Liceu Ennio Quirinio Visconti foi fundado em 1871, um ano após o fim do Estado Pontifício, na sede do antigo "Collegio Romano", no coração do centro histórico da Cidade Eterna.


* Com informações da Deutsche Welle, emissora internacional da Alemanha



Fonte: Agência Brasil

Concursos

Novos editais de seleção para professores substitutos da UFJF são divulgados


As vagas são destinadas aos Departamentos de Construção Civil, de Política e Ação do Serviço Social e de Letras, do campus Juiz de Fora; e ao Departamento de Ciências Naturais, do Colégio de Aplicação João XXIII.

UFJF abre seleção para cinco professores substitutos


Vagas são para faculdades de Medicina, Arquitetura, e Administração, e para Instituto de Ciências Humanas e Colégio João XXIII, todos em Juiz de Fora.

País tem 14,5 mil vagas abertas em 190 concursos públicos


Pelo menos 190 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta seguda-feira (1º) para preencher quase 14,5 mil vagas. Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade.

Mais de 160 concursos estão com inscrições abertas para preencher 14 mil vagas


168 concursos que estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (17) reúnem mais de 14 mil vagas, para profissionais de todos os níveis de escolaridade. As oportunidades são para trabalhar em diversos estados pelo país. Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso. Somente na Prefeitura de São Paulo (SP), um concurso com 1.737 vagas tem postos para pessoas com nível médio e superior de escolaridade.

UFJF abre concurso para técnico-administrativos em educação


São 21 vagas para os campi de Juiz de Fora e Governador Valadares.