Os torcedores que são suspeitos de agredir com cusparada e injúria racial o segurança Fábio Coutinho, de 42 anos, se pronunciaram por meio de uma nota repassada à imprensa pela advogada Aline Lopes Martins de Paula. Os dois vão prestar depoimento à Polícia Civil nesta terça-feira. Por questões de segurança, os nomes deles não foram divulgados.

Um dos torcedores, o que está sem camisa no vídeo, teria chamado o segurança de “macaco” no momento da confusão. Ele nega. Disse que falou “palhaço”. O torcedor em questão relata que ficou exaltado porque estava preocupado com crianças e idosos presentes naquele setor do Mineirão. Apesar de negar o ato de injúria racial, ele pediu desculpas ao segurança. Leia Mais
Postado em 12/11/2019