Na noite deste domingo (10), Evo Morales, que renunciou mais cedo ao cargo de presidente da Bolívia, postou em rede social que um 'oficial da polícia anunciou publicamente que tem instrução para executar um mandado de prisão ilegal' contra ele. 'Grupos violentos assaltaram minha casa. Os golpistas destroem o Estado de Direito', acrescentou.

Evo havia renunciado poucas horas antes, após uma escalada nas tensões no país. O anúncio foi feito em rede nacional, pela televisão. O vice-presidente, Álvaro García Linera, também apresentou a renúncia. Leia Mais
Postado em 11/11/2019