O menino que teve 31 agulhas inseridas no corpo pelo ex-padrastro, em 2009, ainda convive com quatro dos objetos dentro do corpo, nove anos após o caso. Hoje, com 11 anos, a criança ainda é acompanhada por médicos, depois de ter passado por três cirurgias, quando ainda tinha dois anos.

O caso aconteceu em Ibotirama, no oeste da Bahia, e ganhou repercussão no mundo inteiro. O garoto deu entrada no hospital chorando e sentindo muitas dores, quando tinha 2 anos e 7 meses. Sem diagnóstico evidente, os médicos pediram uma radiografia e encontraram as 31 agulhas espalhadas pelo corpo do menino. Leia Mais
Postado em 06/12/2018

Médico condenado por deformar rostos cobrava até R$ 7 mil Pelo menos dez pacientes de Brasília relatam ter ficado com o rosto deformado pelo médico Wesley Murakami, que já foi condenado a indenizar uma mulher que denunciou o mesmo problema. As vítimas contam que foram convencidas por ele a fazer a bioplastia, com a promessa de um resultado perfeito. A defesa de Wesley Murakami não foi localizada. Leia Mais

Postado em 06/12/2018