Apesar da previsão legal para que os jovens tenham a chance de ingressar no mercado, sem experiência e sem abandonar as salas de aula, o percentual de contratações via Lei de Aprendizagem é muito menor do que o universo em potencial. Em Juiz de Fora, 1.031 aprendizes foram admitidos no primeiro semestre deste ano. O número representa cerca de 48% das 2.148 contratações realizadas em todo o ano passado, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a extração do potencial não é feita por município, apenas por estado. Em Minas, das 93.973 vagas em potencial, apenas 22,56% ou 21.198 estão preenchidas por jovem aprendiz, considerando o primeiro semestre deste ano. No país, o percentual é um pouco superior (23,87%). O potencial era de 953.721 oportunidades, mas apenas 227.626 foram ocupadas, conforme os dados mais recentes divulgados pelo MTE. Leia Mais

Postado em 11/10/2018