Na terça-feira o Tupi confirmou que ainda não realizou os acertos com atletas ao fim da temporada de 2018. Porém, o que parecia um problema exclusivo do departamento de futebol se estende à administração geral do clube. A instituição deve dois meses de salário e o 13º de 2017 aos funcionários. Além disso, débitos com a Cesama, companhia que abastece Juiz de Fora, fizeram com que a água fosse cortada em setembro no CT de Santa Terezinha Leia Mais

Postado em 10/10/2018