Um homem de 38 anos foi preso em flagrante, nesta quarta-feira (8), na cidade de Alagoa Grande, no Agreste paraibano, suspeito de tentar envenenar seis pessoas da própria família, incluindo a mãe, duas irmãs, um cunhado e dois sobrinhos.

De acordo com a Polícia Militar, ele colocou o veneno utilizado para matar ratos, conhecido como chumbinho, dentro do arroz que seria consumido pela família no almoço, mas uma das crianças percebeu que o tio tinha colocado algo dentro da panela e avisou para a mãe. Leia Mais
Postado em 09/08/2018

Acusados de morte de mulher durante aborto em clínica ilegal são julgados nesta quinta O júri popular de oito acusados pela Justiça da morte de Jandira Magdalena dos Santos Cruz, que morreu após realizar um aborto em uma clínica clandestina na Zona Oeste do Rio, em agosto de 2014, acontece nesta quinta-feira. Além da morte no procedimento ilegal, os criminosos cometeram outro crime: carbonizaram o corpo da vítima, que foi encontrado semanas depois em Mangaratiba. O julgamento acontece no 4° Tribunal do Júri. O caso completa quatro anos no próximo dia 28.

'A expectativa é muito grande para que a Justiça seja feita. A Jandira já foi e não volta mais. Nesses quatro anos, estamos levando na medida do possível. As duas filhas dela (que hoje tem 15 e 13 anos) estão fazendo tratamento psicológico. Mas, mesmo com todo o suporte, não se tampa o buraco da perda dela. Minha mãe deu alguns depoimentos ao longo dos anos e ela disse que ver os assassinos na minha irmã foi muito chocante pra ela. Verei quem matou a minha irmã, pessoalmente, pela primeira vez. É estranho isso”, disse Joyce Magdalena dos Santos Lima, 36 anos, irmã da Jandira. Leia Mais

Postado em 09/08/2018