Buscar sinais de que a gestação pode terminar prematuramente é um cuidado que faz parte de todo o pré-natal. Não há, porém, um teste que traga essa resposta. Pesquisadores dos Estados Unidos desenvolvem um exame de sangue com esse objetivo. Em experimentos com grávidas, o método detectou de 75% a 80% dos nascimentos prematuros. A nova tecnologia também poderá ser usada para estimar a idade gestacional do feto de forma confiável e menos cara do que a ultrassonografia, segundo os criadores. As descobertas foram divulgadas na última edição da revista Science.

Para desenvolver o teste, os cientistas realizaram análises sanguíneas de dois grupos de grávidas. O primeiro foi composto por 31 dinamarquesas. Saudáveis, elas forneceram amostras de sangue semanalmente durante a gestação. Os investigadores usaram o material para, a partir dos RNAs produzidos pela placenta, construir um modelo estatístico capaz de prever a idade gestacional. Leia Mais
Postado em 19/06/2018

Pessoas com doenças cardíacas não se exercitam o suficiente, diz estudo Um estudo divulgado nesta segunda-feira (18) e realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Adelaide, na Austrália, mostra que as pessoas com problemas cardíacos existentes ou que estão em risco de desenvolvê-las estão ignorando os conselhos médicos e não fazendo exercícios suficientes.

O estudo publicado no 'Plos One' analisou os hábitos de exercício de 3000 pessoas da população geral na Austrália Meridional e do sul do Brasil. Leia Mais

Postado em 19/06/2018