Os desafios e preconceitos com os quais os pesquisadores brasileiros precisam lidar são apenas parte de uma realidade em que a pesquisa e a dedicação à vida acadêmica não são devidamente valorizadas. Apesar de ser um dos principais recursos para aumentar o desenvolvimento tecnológico e, consequentemente, econômico, no Brasil, a pesquisa ainda é tratada com distanciamento por parte da sociedade, que acredita que as bolsas de financiamento e o pagamento de pesquisadores “só para estudar” são dinheiro público desperdiçado. Além da desvalorização, a falta de incentivo vem de várias formas. Mais recentemente, problemas financeiros no Estado têm atrasado repasses de recursos direcionados à execução de projetos de pesquisa em diversas universidades mineiras, dificultando ainda mais a situação dos bolsistas. Somente em Juiz de Fora, 1.377 projetos de pesquisa são afetados pelos constantes atrasos. Leia Mais
Postado em 15/04/2018

Consumidores em Juiz de Fora são afetados pelo reajuste de medicamentos O novo preço, válido em todo Brasil, faz com que a população pesquisem antes de comprar nas farmácias. Leia Mais

Postado em 15/04/2018