Remoção é resultado de um acordo entre o secretário da Cultura e o promotor de Justiça. Vereador Pastor Luis Santos protocolou requerimento dizendo que a obra era de 'extremo mau gosto'. Leia Mais
Postado em 11/12/2017